Laboratório de Biologia Molecular, Microbiologia e Sorologia
  • Projeto Etiologia das Uretrites e Úlceras Genitais

    Publicado em 28/03/2019 às 15:35


  • Estande 17ª SEPEX: AUTOTESTE PARA HIV

    Publicado em 08/10/2018 às 20:49

     

    CLIQUE AQUI

     

    Acesse o LINK: https://goo.gl/forms/XP0SB9ex0pYjnbOC3

     

    Ou use o QR CODE  

     

     


  • Participação no Seminário Brasil-França 2017

    Publicado em 14/11/2017 às 15:22

    A coordenadora do Laboratório de Biologia Molecular, Microbiologia e Sorologia, a Profa. Dra. Maria Luiza Bazzo participou do 24º Seminário Técnico-Cientifico Brasil-França em IST, HIV/Aids e Hepatites Virais, realizado nos dias 13 e 14 de novembro de 2017, no Rio de Janeiro-RJ.

    Maria Luiza foi convidada para apresentar os resultados da primeira rodada do projeto de vigilância da resistência antimicrobiana das cepas de Neisseria gonorrhoeae circulantes no Brasil.

    A abertura do evento contou com a presença da Diretora do DIAHV Adele Benzaken, da médica do Serviço de Doenças Infecciosas e Tropicais do “Hôpital Saint-Louis”, da França, Nathalie de Castro, e do adido para ciência e tecnologia do Consulado Geral da França no Brasil, Phillipe Michelon.

    Phillipe Michelon ressaltou a importância da continuidade da parceria Franco-brasileira, que se fortalece nesta 24ª edição. “Mais de mil pesquisadores franceses já vieram ao Brasil para intercâmbio e trocas de experiências, e para trabalharem juntos técnico e cientificamente. Afinal, trata-se de saúde pública, e precisamos enfrentar todos os desafios a serem superados no combate às IST”.

    Fonte: Adaptado da Assessoria de Comunicação do Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das IST, do HIV/Aids e das Hepatites Virais

  • Testagem Rápida para HIV, Sífilis e Hepatites Virais para trabalhadores da construção civil

    Publicado em 11/11/2017 às 10:32

    No dia 10 de novembro de 2017, integrantes do Laboratório de Biologia Molecular, Microbiologia e Sorologia – UFSC, do Hospital Universitário Polydoro Ernani de São Thiago e da Prefeitura Municipal de Florianópolis participaram de uma ação com foco na “Saúde do Homem da Construção Civil”, integrando o 1º Mutirão Solidário da Rede da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares – EBSERH.

    “A ação nacional organizada pela Ebserh é um mutirão de atendimento de saúde fora do ambiente hospitalar, que visa levar ações de prevenção e promoção da saúde para locais onde as dificuldades de acesso são maiores. A expectativa é atender a populações em situação de vulnerabilidade social, pacientes em espera na fila de regulação, moradores de comunidades com grande distância de centro urbanos, além de creches, asilos, escolas e comunidades diversas. A atividade será realizada em todo o país no dia 10 de novembro e terá a participação dos 39 hospitais universitários federais da Rede Ebserh.” (Fonte: http://www.hu.ufsc.br/?p=4491

     


  • Publicação na Revista da Fundação de Amparo à Pesquisa e Extensão Universitária (FAPEU)

    Publicado em 01/11/2017 às 11:28

    Publicação na Revista da Fundação de Amparo à Pesquisa e Extensão Universitária (FAPEU)  relata sobre as estratégias adotadas para o primeiro estudo de Vigilância da resistência antimicrobiana das cepas de Neisseria gonorrhoeae circulantes no Brasil, cujo projeto foi executado no Laboratório de Biologia Molecular, Microbiologia e Sorologia da Universidade Federal de Santa Catarina, sob coordenação da Profa. Dra. Maria Luiza Bazzo.

    *O documento disponível nesta postagem é um excerto da publicação, para acesso a publicação integral: clique aqui.

     


  • Estande na 16ª SEPEX: “Testagem rápida para HIV e Sífilis: Acesso ao diagnóstico por meio de teste rápido”

    Publicado em 21/10/2017 às 9:00

    Na 16ª Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFSC (SEPEX) diversos estandes apresentaram trabalhos e ofertaram serviços para a comunidade. Dentre eles, na área de saúde, o Laboratório de Biologia Molecular, Microbiologia e Sorologia (LBMMS/UFSC) disponibilizou um espaço para que os visitantes pudessem ser testados para a infecção pelo HIV e Sífilis por meio de testes rápidos.

    Entre os dias 19 e 21 de outubro, período de realização da SEPEX foram realizados 690 testes rápidos (345 testes para HIV e 345 testes para Sífilis). Segundo a Profa. Dra. Maria Luiza Bazzo, coordenadora do LBMMS/UFSC, fazer o teste rápido para HIV é importante porque integra uma política nacional de saúde, que pretende identificar até 2020 o maior número de pessoas infectadas pelo vírus HIV e iniciar o tratamento precocemente. Ela ressalta também que hoje o país vive uma epidemia de Sífilis, reforçando a importância da ampliação de acesso ao diagnóstico para essa infecção, permitindo que o paciente possa ser tratado o mais rápido possível, evitando a progressão e transmissão da doença.

    Mais informações na reportagem de Nicole Trevisol/Jornalista da Agência de comunicação da UFSC:

    O teste rápido foi disponibilizado para visitantes com idade superior a 18 anos. Jenn Lopez, estudante do curso de Letras/Espanhol da UFSC foi um dos participantes. Para ele, iniciativas como essas são fundamentais e precisam ser prestigiadas. “Como militante LBGT eu acompanho as campanhas e acho importante para qualquer cidadão realiza-los. Também, acho importante dar margem, estatísticas, para as pesquisas. Nós temos que aproveitar essas oportunidades para dizer que esse projeto é importante e não pode acabar”.

    A oferta de teste rápido para sífilis tem por objetivo identificar os casos e tratar os indivíduos para conter a infecção, que atualmente está evoluindo para caráter epidêmico. Além disso, evita as consequências da sífilis não tratada, incluindo a congênita. No estande haverá a participação de um médico que vai tratar os casos de sífilis e encaminhar os possíveis casos de infecção pelo HIV para realizar o exame de carga viral e atendimento na Rede Básica de Atenção à Saúde.

    O Programa de Avaliação Externa da Qualidade para Testes Rápidos (AEQ-TR) é uma parceria entre o Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das IST, do HIV/Aids e das Hepatites Virais do Ministério da Saúde (DIAHV/MS) e o Laboratório de Biologia Molecular, Microbiologia e Sorologia da Universidade Federal de Santa Catarina (LBMMS/UFSC).

    O objetivo do programa AEQ-TR é atuar como uma ferramenta educativa, que visa avaliar como o teste é executado e interpretado individualmente pelos profissionais que estão realizando a testagem.

    Mais informações sobre a AEQ-TR são possíveis de serem obtidas no site: http://qualitr.paginas.ufsc.br

     

     


  • I Encontro do Projeto de Etiologia das Uretrites e de Úlceras Genitais e III Encontro do Projeto de Vigilância da Resistência de N. gonorrhoeae aos antimicrobianos

    Publicado em 15/09/2017 às 11:33

    O I Encontro do Projeto de Etiologia das Uretrites e de Úlceras Genitais e III Encontro do Projeto de Vigilância da Resistência de N. gonorrhoeae aos antimicrobianos teve como propósito: aumentar a rede de sítios de coleta que integram o estudo vigilância da resistência de Neisseria gonorrhoeae aos antimicrobianos; apresentar os resultados da primeira etapa e as estratégias a serem utilizadas na segunda etapa do estudo; apresentar aos antigos e novos sítios coletadores o projeto de etiologia das uretrites e úlceras genitais que será iniciado.

    Para este evento foram convocados os sete sítios coletadores que integraram a primeira rodada do estudo de vigilância da resistência de N. gonorrhoeae aos antimicrobianos e novos sítios com demanda de amostras e que apresentaram interesse em participar do estudo. Também fizeram parte do evento os integrantes do Laboratório de Biologia Molecular, Microbiologia e Sorologia (LBMMS-UFSC) e do Departamento de IST, Aids e Hepatites Virais/Ministério da Saúde.


  • 2ª Edição da Capacitação dos profissionais da Rede Básica de Saúde de São José -SC para realização de testes rápidos

    Publicado em 20/07/2017 às 13:43

    Profissionais do Laboratório de Biologia Molecular, Microbiologia e Sorologia – UFSC, por solicitação da coordenação do Programa Municipal de ISTs/HIV/Aids do município de São José-SC, realizou uma nova capacitação dos profissionais da rede básica de saúde do município e Centros de Testagem e Aconselhamento.

    O encontro teve como objetivos: reforçar alguns pontos importantes na execução de testes rápidos por profissionais previamente capacitados, tirar dúvidas referente alguns procedimentos, detectar possíveis não conformidades realizadas na rotina de testagem e treinar novos profissionais dos serviços.


  • Capacitação dos profissionais da Rede Básica de Saúde de São José -SC para realização de testes rápidos

    Publicado em 30/09/2015 às 11:14

    Uma equipe do Laboratório de Biologia Molecular, Microbiologia e Sorologia – UFSC em conjunto com o Programa Municipal de DSTs/HIV/Aids do município de São José-SC realizou uma capacitação dos profissionais da rede básica de saúde do município para a realização de testes rápidos, permitindo a ampliação de acesso ao diagnóstico para a infecção pelo HIV, Sífilis e Hepatites Virais.

    Os enfermeiros da Estratégia de Saúde da Família das Unidades Básicas de Saúde (UBS) de São José, na Grande Florianópolis, foram capacitados nos dias 28 e 29 de setembro de 2015, para utilização de testes rápidos para HIV, Sífilis e Hepatite B e C em gestantes e seus companheiros.

    O treinamento teve como objetivo descentralizar o serviço, que ocorria apenas nos Centros de Testagem e Aconselhamento (CTAs) e que passará a ser realizados em todas as unidades básicas de saúde até o final de outubro de 2015.

    O procedimento é realizado com uma lanceta, que fura o dedo do paciente e uma pipeta que colhe o sangue. Em seguida, o sangue é colocado no dispositivo de teste e o resultado é disponibilizado em até 30 minutos, podendo ser reagente ou não reagente. O diagnóstico para infecção pelo HIV é imediato, utilizando-se a realização sequencial de dois testes rápidos. Já para Sífilis, Hepatites B e C são necessários testes complementares realizados em laboratório.

    Fonte: Adaptado de Secretaria de Comunicação de São José-SC e Jornal de Olho na Ilha.